Artigo: ‘Sair da zona de conforto nos traz a capacidade de ver a própria vida de outro ângulo’

26 dezembro 2017
Comentários: 0
26 dezembro 2017, Comentários: 0

Por Camila Azevedo*

Existem muitos motivos para se fazer um intercâmbio: fazer novas amizades, conhecer lugares novos, experimentar outras coisas, aprender a se virar sozinho, conhecer novas culturas, ou até mesmo aprender outra língua. Todos esses objetivos acabam nos transformando, nos dando novos aprendizados de vida.

Quando recebi a notícia de que o intercâmbio para Portugal havia sido aprovado, eu não tinha noção do quanto isso seria importante para mim. Não só em um nível acadêmico – por ter a oportunidade de estudar em uma das melhores Universidades de Comunicação de Lisboa.

O intercâmbio muda a sua pessoa. Quando você vai morar em outro país, quando vai além do conhecido, as antigas questões da vida muitas vezes perdem o sentido; os velhos dilemas não são mais iguais.

Sair da zona de conforto nos traz a capacidade de ver a própria vida de outro ângulo, e quando se vê, já não se tem as mesmas opiniões, as mesmas perspectivas, as mesmas prioridades – às vezes até o seu estilo muda.

Claro que a saudade aperta, não só da família e dos amigos, mas da antiga vida, também. A saudade vai ser sempre a sua companheira. Uma coxinha achada em um mercado brasileiro escondido nunca seria tão gostosa não fosse a distância; ou aquela desculpa para fazer brigadeiro toda semana porque tem gosto de casa.

Seria mais fácil você pegar um avião e voltar para o Brasil nessas horas. Mas você não vai querer, pois também vai estar muito feliz no lugar que agora chama de casa. Os amigos que você faz pelo caminho acabam virando sua família nesse novo país; as histórias de pessoas do mundo todo e as amizades globais que vão te dar vontade de visitar a todos quando o intercâmbio acabar, vão facilitar o seu caminho e deixar tudo mais bonito.

Com essa experiência, estou tendo a oportunidade de não só conhecer um novo país, ter novos conhecimentos e fazer novos amigos, mas também de me conhecer melhor.

Se tem algo que eu aconselho para todo mundo é: se tiver a oportunidade de fazer um intercâmbio, não pense duas vezes, pois você não vai se arrepender.

*Camila Azevedo está cursando Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social em Lisboa, Portugal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *