DIA INTERNACIONAL DA COMUNICAÇÃO E DAS TELECOMUNICAÇÕES

17 maio 2017
Comentários: 0
17 maio 2017, Comentários: 0

Hoje, dia 17/5, comemora-se o Dia Internacional da Comunicação e das Telecomunicações. Pedimos para nosso professor Fernando Sá escrever algumas palavras sobre esse dia tão especial para profissionais, estudantes e todos aqueles que tanto amam essa área tão importante na construção e manutenção de nossa sociedade.

Texto do Prof Fernando Sá:
“Sabemos que uma das principais características das sociedades humanas é a nossa capacidade de desenvolver interesses políticos, econômicos e sociais que, em determinadas circunstâncias, podem entrar em conflito. Por um lado, isso é muito bom, pois os interesses em disputa indicam que estamos vivendo em uma sociedade ativa, que luta por seus direitos e não se acomoda passivamente. Por outro lado, Michel Foucault nos ensina que essas mesmas sociedades humanas, por consequência, se organizam permeadas por relações de poder. Relações essas que estabelecemos não apenas nas instituições tradicionais destinadas à prática da política, mas em nossa vida cotidiana. Por isso mesmo temos dificuldades de identificá-las, pois estão de tal maneira entranhadas no nosso dia a dia que tendemos a naturalizá-las, ou seja, acreditar que são relações que sempre existiram e, por isso, não costumamos questioná-las. São relações de poder que se estabelecem na família (pais e filhos), na escola (professor e aluno), nas igrejas (autoridade eclesiástica e fiéis), no trabalho (chefes e funcionários), nos casamentos (marido e mulher), etc.
Quando isso acontece, os instrumentos e recursos disponíveis para cada um dos interessados vão acabar por determinar, em última instância, qual interesse prevalecerá ao final da disputa. Esses recursos podem ser desde a capacidade de obter apoios generalizados que, por exemplo, façam que um partido político ganhe uma eleição, um aluno que consiga demonstrar ao professor que sua nota foi injusta e deve ser modificada ou até o uso das forças armadas para impor uma derrota militar ao inimigo. Mas, há um recurso próprio dos humanos que é o mais positivo, mais inteligente e menos contundente entre os que podem ser usados num processo de conflito de interesses: o convencimento, o esclarecimento através do uso adequado da palavra. Por meio da argumentação e da construção do consenso, podemos fazer com que os interesses, representados por uns e refutados por outros, sejam acordados pacificamente.

Hoje, quando se comemora o dia Internacional da Comunicação e das Telecomunicações proponho que façamos um esforço coletivo para que usemos, cada dia mais e melhor, essa capacidade humana de, através do discurso, promover o entendimento, a paz e a vida boa entre os homens. De fato, a comunicação e seus poderosos instrumentos e recursos tecnológicos, cada dia mais sofisticados, assumiu uma importância tão grande para as nossas sociedades na contemporaneidade, que deve ser encarada e reivindicada por todos nós como um dos direitos humanos fundamentais. Ao lado de boa educação, saúde, moradia, transporte, segurança, alimentação, etc. uma comunicação legítima pautada pela qualidade, honestidade e boa-fé passou a ser essencial para que possamos viver uma vida digna de ser vivida.”

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *